quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

O nada na arte


Quem nunca olhou para um quadro numa galeria de arte e ficou com cara de paisagem? E aí você se pergunta: mas porque tem tanta gente que venera esse artista se ele só fez uns rabiscos que não tem nada a ver com nada? Pois é, meu caro, o nada tem o seu valor. Ou você acha que Pollock se tornou um dos maiores pintores do século XX por quê? Para nós, seres normais com um poder de abstração limitado, é muito difícil ver o nada como algo complexo. É preciso um certo número de neurônios trabalhando duramente para que um cérebro entenda uma dança contemporânea da qual os dançarinos se jogam no chão, imitam papagaios, pulam como loucos e depois a crítica especializada diz que aquilo foi genial. Quem nunca ficou entediado lendo um poema de Rimbaud e se sentiu um ser completamente burro? Se você não possui uma sensibilidade homérica para interpretar a arte sem se questionar se aquilo faz sentido ou não, então fuja das peças de Gerald Thomas, não tente entender muitos artistas de vanguarda, e nem as reflexões de Nietzsche, porque ele por mais que tenha sido um gênio, não te faz chegar à conclusão alguma. Se o nada fosse um ser humano, ele seria um homem apático. Um daqueles seres que vivem em centros culturais vendo filmes cult nas salas de vídeo gratuitas, com seus óculos de armação quadrada, suas eternas caras assexuadas, suas calças xadrez e os seus discursos incompreensíveis. Imagine aquele seu amigo da faculdade que ninguém mais suporta por não conseguir fazer com que ele concorde com algo ou porque ele pára a aula para discutir com o professor sobre algum conceito histórico justamente porque ele acredita que nada seja real, o nada seria assim. Essas indagações nos levam a refletir que na arte tudo já foi explorado. Restando ao artista o nada como tema. Se você quer se mostrar um sujeito culto, então por mais que ache totalmente retardada alguma letra de música da Regina Spektor, não fale para ninguém sobre aquela canção dos anos 80 que te tocou e nem sobre aquele romance do Sidney Sheldon que te fez ter uma crise existencial. Porque isso está mais que ultrapassado. Para todas as representações do nada na arte tenha sempre em seu discurso a seguinte frase de todo pseudo-intelectual: “Mas isso não era para entender, era para sentir”. E não fique se achando um merda se você não entendeu o final de Amnésia. Porque eu também não entendi nada.

37 comentários:

Spike disse...

"Imagine aquele seu amigo da faculdade que ninguém mais suporta por não conseguir fazer com que ele concorde com algo ou porque ele pára a aula para discutir com o professor sobre algum conceito histórico justamente porque ele acredita que nada seja real." qm seria esse.

e sobre o final de aminesia eh facil entender xD

Guilherme disse...

João, a cada post aprendo mais contigo. Você escreve muito beeeeeem, meu amigo escritor hehehe

... disse...

mto bom !!! Soh q eu nao entendi nda!ehueuhuheu
E o final de aminesia eu tbm nao entendi. =/

Animesubers Master disse...

Blog legal João.

Boa sorte pra ti.

Http://animesubers.blogspot.com

Diego Santos Trindade disse...

Muito bom o seu blog. Adorei. Parabéns. Bem bolado.
http://opinelivros.blogspot.com

Pablo disse...

O nada na arte ...
As vezes fico boiando olhando um quadro e não entendo bulhunfas enquanto a verdade tá bem na fuça ...

Gosto dos seus textos !

http://sombradaamendoeira.blogspot.com/

lua. disse...

uhaoiehoheihe.
seu blog tá demais, parabéns!
belos textos.
beijos.

http://milagredosnovostempos.blogspot.com/

A'ZaF disse...

Temos um intelectual aqui

clap clap clap (palmas)

E sobre a foto eu estudei sobre isso, mas eh um saco x.x'

asasaushaus

seu texto foi bem bacana cara, parabéns

abraço

http://paranoiaelucidez.blogspot.com/

Darlan disse...

vc escreve MUITO bem!
parabéns
;D

lua. disse...

você escreve muito bem!
estou seguindo o seu bloq, tá ? Passa lá no meu depois.

beijos.
http://milagredosnovostempos.blogspot.com/

Leo disse...

affffffffffffffffffff

COMIGO NUNCA ACONTECEU ISSO PORQUE EU SOU MUITO CULTO, E PEGO NA HORA QUALQUER INFORMAÇÃO QUE ME É OFERECIDA, POIS VOCES SAIBAM SU MUITO ESPERTO

hunf...
boa noite

Fester disse...

Muito bom seu blog..

Vou passar a acompanhar. Se quiser, acompanhe o meu também!

PS.: eu acompanho e comento hein, não sou hipócrita!

Abraços!

Guerreiras Vencedoras disse...

é bom ficar olhando aquele monte de riscos sem enteder nada
isso distrai e exercita o célebro

http://superandoabusoss.blogspot.com/

fofinha disse...

dançarinos se jogam no chão, imitam papagaios, pulam como loucos

genial
sauhshauhsuahushauhsuahsuha

_--lukinhas--_ disse...

muito legal gostei d mais do seu blog

vai la no meu

http://lu-games.blogspot.com/

Andy~•~Lust disse...

Meww eu sou uma artista *-* sempre faço NADA na aula de artes *-*

INFOR Blog disse...

NÃO, MAS REALMENTE TEM SENTIDO SIM, E PELO MENOS EU JÁ PENSEI MUITO ISSO... PENSAVA EM FAZER ALGUNS RABISCOS E PUBLICAR...
SINCERAMENTE ACHO O MINDO DA ARTE INTRIGANTE.
VENHO DA COMUNIDADE BLOG SDIVULGAÇÃO...
SE QUISER RETRIBUIR A VISITA, DÁ UMA OLHADA E DEIXA COMENTÁRIO.
blogginfor.blogspot.com
UM ABRAÇO!
JÔNATAS TARGINO
INFORBLOG

Marcos disse...

O que é ser culto, hoje em dia??!!
Citar icones que são "pontes" para um ser intelectuo..Se o for, vc se engloba no meio cultural excentrico..Por favor, não é uma critica apenas uma observAção..Mais se salvou no post quando diz que tambem, as vezes nao entende nada.
Parabéns pelo Blog

Juh disse...

Gostei!!
seu blog é ótimo!
:*

http://oigatavemsempreaqui.blogspot.com/

Rodrigo disse...

cara eu num entendi nada !!!ou sera q eu aprendi tudo ????!!!
parabens joao cada vez mais vc se monstra um cara q sabe expressar o qas vezes nos pensamos!!

¤*Daiazinha*¤ disse...

As vezes já é difícil entender coisas do cotidiano... sabe quando vc procura muito uma coisa, e quando encontra, percebe que estava bem na sua cara o tempo todo?! Pois é... acontece! Coisas que não se entende podem ser mais comuns do que se pode lembrar... e o nada da arte, é questão de ponto de vista! Cada um enxerga o que sente no momento... (uau! Fui muuuito pseudo-intelectual agora)

Gostei do texto!

=*

Chuck Mitchell disse...

haha, essas reflexões sobre o nada e o porquê na arte, são coisas que eu sempre me pergunto em exposições.
haha, muito legal.

Larii disse...

mto bom o blog! =D

Thiago Damião disse...

interessante seu texto gostei mesmo =]

passa no meu?

http://thiagodamiao.blogspot.com/

abraço

Juh Reys disse...

Adorei a escrita! É verdade... Não entendo como tem gente que vê coisas fantásticas na arte.
Se eu denho, acho uma merda...
Se eu escrevo, acho uma titica...
Se eu pinto, acho uma porcaria! Para mim nunca ta bom, nunca ta completo! aff...

Amei de paixão seu blog... Volto depois, ta?

Passa no meu...

http://www.jujubareis.blogspot.com/

Diego Santos Trindade disse...

Rpz pior que é! Muitas vezes olhei um monte de cores jogadas aleatoriamente, e digo, aff, até eu faria isso. Todo mundo já pensou nisso. kkkk. Mais depois desse post tentarei entender melhor. parabens

Moscote disse...

Selo pra ti!

Sucesso cara!

Art sploosh .. disse...

nossa, o nada na historia da arte realmente é uma incógnita mesmo que não queira ser. e não ser entendido, muitas vezes faz parte do objetivo do artista !
o blog está ótimo, parabéns !
beijos meus,
luiza

Amanda disse...

Adoreeeeeeeeei o bloge o texto simplesmente ótimo!
Parabéns, e muito sucesso pra vc !
www.mypinksecrets.blogspot.comuul

lua. disse...

tem um selo pra você no meu blog, pega lá..
http://milagredosnovostempos.blogspot.com

karina_serrati disse...

Me identifiquei com algumas partes,caraca...nem parece q foi vc quem escreveu,não duvidando da sua capacidade rsrs...to zuaando, vc é ótimo!eu ainda me pergunto o q vc tá fazendo na Museologia...

Yuuh Lunna disse...

Ei, eu amoo teu blog!
por isso te indiquei a um seloo!
Espero que goste!

______________________________

http://benditasteorias.blogspot.com/

BigBig disse...

Adorei seu blog e vou acompanhar ;*

Marcus Vinicius disse...

Bem... Digo para o nada que tudo tenho pois conquistei um amigo super especial que escreve super bem!
Parabéns o blog ta ótimo!

Marcela disse...

Bom, primeiramente queria elogiar a sua escrita sobre o nada...hahahaha...muito legal!! quanto "o nada na arte", sou desses que simplesmente faltam neurônios para entender certos nada na arte...até porqûe não sinto porra nenhuma também, as vezes até me toca...rs...mas aprecio uma arte sim, quando ela me toca. Tentar entender vai contra meus princípios.Jamais tento entender uma arte. Quando ela me interessa, me chama atenção,aí sim, o nada, vira tudo. Bom, volto a elogiar sua sessão do nada...parabéns pelo seu nada inspirador!

Isabella disse...

Nossa confortante le isso best ... as vezes pensava q so eu não entendia certas coisas ... pq é engraçado ve vaaarias pessoas com a mão na cabeça olhando uma obra de arte com cara d intelectual e no fundo vc ta confuso qto ao q foi pensado para tornar arte "aquilo" ...

Berberick disse...

tipico texto de alguem que não entende porra nenhuma de arte , que ao invés de pesquisar as correntes artisticas da atualidade e seus parematreos históricos , fica preso em um materialismo castrador e ignorante. esta fazendo o papel do intelectuazinho de calças xadrez que vc tanto ataca , atacando tudo e todos sem o minimo de repertório conceitual e quando o faz escolhe as vertentes mais conservadores e ultrapassadas que existem . parabéns não conseguiu mostrar nada alem da sua completa ignorancia frente ao conceitos artisticos, caro amigo pseudo-intelectual.